Blog

A ver os posts marcados firefox

GNOME Shell Extensions #3: Stocks Extension (review)

Se você chegou até aqui, sabe que rWindows é um completo lixo, mas e daí? Vamos falar de coisa boa: dinheiro!

Todas as dicas dadas aqui são grátis e óbvias: Nath Finanças ficaria orgulhosa!

Descobri a extensão de hoje enquanto buscava um projeto open-source para trabalhar nos finais de semana (sim, sou workaholic). Eu sei que poderia simplesmente escrever algo parecido, mas não vejo mais razão: a Stocks Extension dá conta do recado e com sobras.

ler mais
Etiqueta: firefox   google chrome   gnome extensions   stocks   usa   linux   tools   review  

Google Chrome Entra de Canhão na Guerra pelos Anúncios Patrocinados

escrevi este texto tantas vezes que parece dèja vu. Mas, dessa vez, o assunto é sério e urgente: a partir da versão 88, adblockers começarão a ser desabilitados.

ler mais
Etiqueta: firefox   google   google chrome   tools  

GNOME Shell Extensions #2: NetSpeed (review)

Se você chegou até aqui, sabe que rWindows é um completo lixo, mas talvez ainda seja vítima da @NEToficial provedora de conexão à Internet. Chegou a hora de descobrir. 

Os ícones são bastante óbvios, ainda que as interfaces possam ter nomes confusos para os menos chegados.

A extensão de hoje é bastante simples, mas é tão silenciosamente útil que só percebo a falta dela quando sou forçado a usar um sistema operacional inferior. Chama-se NetSpeed, é de código aberto e, basicamente, o que ela faz é mostrar as velocidades instantâneas de download e upload na barra de tarefas.

Em condições normais, ela soma todas as taxas de download e upload (cada) em todas as interfaces de rede (útil para quem, como eu, usa Wi-Fi, 4G hotsposts, Ethernet e VPNs simultaneamente). A configuração padrão é boa o suficiente.

Mas, como tudo em Linux, é bastante configurável: dá para somar todas as taxas numa só (útil para quem tem conexões franqueadas, que costumam ter um limite só para download e upload), mudar os tamanhos dos ícones e a taxa de atualização, e até selecionar só um subconjunto de interfaces a serem vigiadas. Um gol de placa do desenvolvedor é usar a mesma fonte que a UX do sistema operacional: a integração é tão perfeita que fica difícil perceber que se trata de um puxadinho e não de uma ferramenta nativa.

As configurações são simples e fáceis de mudar: o clique com o botão do meio alterna entre os modos de DOWN/UP e soma total.

O tutorial envolve os mesmos três passos da última vez:

  1. caso não esteja instalado ainda, adquira o conector das GNOME Shell Extensions:

    1. Debian/Ubuntu e derivados: sudo apt install chrome-gnome-shell

    2. Fedora e derivados: dnf install chrome-gnome-shell

    3. Arch e derivados: sudo pacman -S chrome-gnome-shell

  2. o conector depende de uma extensão do navegador (basta um, escolha seu favorito):

    1. Mozilla Firefox (recomendo)

    2. Opera aceita extensões do Google Chrome, mas antes precisa desta extensão aqui

    3. Chromium e derivados (Chrome, Vivaldi, Brave, Opera, etc):

      1. se você não conferiu ainda, dê uma lida nos motivos para parar de usar Google Chrome

      2. no caso do Opera, é preciso ainda habilitar a extensão nas configurações (o próprio Opera aponta o caminho)

  3. instalar a extensão NetSpeed direto do site das GNOME Shell Extensions (clique no interruptor)

Como sempre, é um procedimento bem simples e, desta vez, bastante útil. Se você tiver uma conta na loja de extensões GNOME (tem maluco para tudo), ela guarda uma lista das extensões para daqui a dois anos, quando você decidir fazer upgrade do sistema operacional.

Enquanto isso, seguimos com a programação normal. Haters dirão que preferem continuar na zona de conforto, mas sabemos bem que o conforto acaba quando a restauração forçada aparece:

Tomara que seja pirateado porque não dá para pedir o dinheiro de volta. Fonte: a própria Microsoft.

Um abraço aos colegas linuxers e até a próxima!

ler mais
Etiqueta: firefox   review   tools   google chrome   linux   gnome extensions  

Sim, Está na Hora de Parar de Usar o Google Chrome

Eis um texto que já quero escrever há muito tempo. O Lifehacker já se posicionou. A Forbes, também. Até o Wall Street Journal deu um basta. E não é como se eu não estivesse dizendo isso já há anos, mas o momento é agora: pare de usar o Google Chrome.

ler mais
Etiqueta: firefox   google chrome   google   tools  

Mea culpa e boas-vindas

Bom, se alguém lê isso aqui com alguma regularidade, deve ter notado que o site saiu do ar nas últimas semanas. Aliás, aqui vai uma dica: o site tem RSS/Atom ativado, e dá para receber notificações usando apps como o Telegram. Tendo dito isso, peço desculpas, especialmente porque eu já havia previsto que isso aconteceria, e foi justamente tentando me preparar para isso que acabei derrubando o servidor (oops!).

ler mais
Etiqueta: firefox   social networks   tools