Último dia da promoção de fim de ano do Steam

Se você esteve numa caverna nas últimas duas semanas, hoje é o último dia para aproveitar a promoção de verão (inverno no hemisfério norte) do Steam. Talvez tenha sido a que menos me arrancou o escorpião do bolso desde que me juntei ao Steam, há uns dez anos.

Não lembro exatamente quando criei minha conta, mas lembro que já a possuía há anos quando comprei o primeiro jogo: o saudoso Civilization III Complete. Já era um jogo antigo na época, mas comprei por um bom motivo: era um dos poucos que rodava no meu netbook Acer Aspire One com seu poderoso 1GB de memória RAM e processador Intel Atom 1GHz (single-core). Mesmo assim, gastei mais nele do que na promoção deste ano.

O que está me faltando é o jogo certo para preencher o vácuo do League of Legends, onde estratégia e execução possuíam pesos similares na obtenção do resultado. Aceito sugestões, mas, por enquanto, vamos aos errados mesmo. Aqui vão algumas sugestões se tiver sobrado dinheiro do Ano Novo e não quiser passar em branco.

Battlerite

Vou começar pegando leve, com um F2P (gratuito para jogar). Battlerite era um jogo pago que migrou para o modelo de microtransações em busca dos jogadores casuais, mas ainda mantém o charme da competitividade. O jogo é um mini-MOBA (MOBA é um pique-bandeirinha online) onde o objetivo é só matar os inimigos mesmo. Com a visão de cima, você se junta a dois aliados e tenta derrubar a equipe inimiga. É um videogame bastante mecanicamente intensivo, com a maioria do dano sendo skillshots desviáveis e muitos personagens portando habilidades de movimentação rápida, mas ainda é importante que o time esteja taticamente alinhado. Ranged DPSs (dano contínuo de longo alcance) são poderosos mas facilmente derrubados pelos personagens melees (combate corpo-a-corpo). É essencial se comunicar por voz com sua equipe, porque os atordoamentos duram pouco tempo e precisam ser sincronizados com as skillshots

Há uma rotação de personagens gratuitos para serem jogados, mas todos os campeões podem ser liberados por R$43,49. Um valor bem acessível, perto dos anos que gastei tentando fechar os campeões do LoL. Rook é meu personagem favorito: é um melee fácil de aprender, com um um atordoamento fácil de acertar e bom dano nas pedras de longo alcance. Se você tiver 15 minutos, assista o gameplay com o trio Imaqtpie/scarra/pokimane:

 

South Park: The Fractured But Whole

Na verdade, não joguei este título, mas me foi recomendado por um amigo bem fresco, então vou confiar no julgamento dele. Esta é a sequência do excelente South Park: The Stick of Truth, que também está em promoção e foi um dos jogos mais engraçados que já tive. Baseado no desenho dos quatro meninos do Colorado, é essencialmente um episódio expandido do programa, e isso não é demérito nenhum. Afinal, não se completa 21 temporadas ofendendo o mundo inteiro sem ser um programa muito bom

 

 

Tendo dito isto, devo avisar que este jogo exige o maldito DRM da Ubisoft, e que talvez você esteja melhor procurando meios alternativos que não dependam disso. 

Gabriel Knight: Sins of the Fathers

No meu antigo blog, afogado no mar da irrelevância (avise-me se pegar esta referência), eu tinha uma seção para um dos meus jogos favoritos de todos os tempos, Phantasmagoria, que também foi um dos primeiros videogames que joguei na vida, nos idos de 1995-97. Phantasmagoria foi apenas o primeiro de muitos títulos da lendária diretora Roberta Williams, que, junto a seu marido, deu o pontapé a um dos mais fantásticos gêneros de videogame do século XX: o adventure point-and-click

Explicar minha admiração pela obra de Williams e sua produtora Sierra Games infelizmente é impossível com apenas palavras. É preciso entender que, nos anos 90, videogame era coisa de criança e computador era uma ferramenta de trabalho de nerds. Comemorávamos enredos como Chrono Trigger e conquistas tecnológicas como Super Mario 3D e Final Fantasy VII. Enquanto isso, o computador recebia jogos de suspense e terror com tramas adultas e temas complexos, com gráficos que não eram apenas realistas, mas realidade. Na vanguarda desta revolução, estava a Sierra Games, que dispensava sprites em prol de atores de carne e osso interpretando roteiros cinematográficos. Para a década que precedeu o DVD, um jogo com horas de vídeo apresentava gráficos atordoantes e que jamais poderiam ser simulados por placas gráficas.

Gabriel Knight substitui a protagonista assustada, entediada e desocupada de Phantasmagoria por um astuto novelista investigativo, oferecendo uma perspectiva mais proativa para um adventure point-and-click. Enquanto personifica Gabriel, o jogador deve resolver quebra-cabeças, buscar provas e interpretar pistas que desafiam os limites do ceticismo espiritual. Este remake (comemorando o aniversário de 20 anos do original), no entanto, substitui a atuação em carne e osso por gráficos cell-shaded, mas que tornam a exploração dos cenários mais desafiadoras. Definitivamente o mais recomendado desta lista!


A promoção durará até as 16 horas (horário de Brasília) de amanhã. Além das minhas sugestões, os jogos mais votados e mais vendidos estão de volta à frente da loja com desconto, vale a pena conferir.

Etiqueta: games 

 

Comentários

Não há comentários no momento.

Novo Comentário