Happy Teacher's Day

Estou ficando velho. Já se vão alguns meses que não ensino nada a ninguém. É verdade que mantive contato com os antigos alunos, mas eles agora são amigos a quem aconselho, e não alunos a quem educo (argh, que termo prepotente).

Foi com surpresa, portanto, que abri um presente endereçado a mim na noite de quarta-feira. Meu aniversário foi em março; ainda faltam dois meses para o Natal; e certamente estou velho demais para ser incluído no Dia das Crianças. Ponha-se no meu lugar: correspondências com meu nome, nos dias de hoje, geralmente escondem boletos e seus cruéis códigos de barra, cobrando da minha pessoa o custo pela ousadia de continuar existindo. Na embalagem, porém, havia uma encomenda que me deixaria boquiaberto.

Num papel amassado, com o timbre dos Correios no verso, a mensagem começava atrevida: Não repara no papel, dizia, com falsa timidez, como se clamasse a atenção para si mesma, orgulhosa de sua própria humildade. 

Entre floreios cuidadosamente descontraídos, uma frase destoa das demais pela simplicidade: obrigada por existir. Enquanto eu lia e relia, o agradecimento tomava de assalto meus pensamentos. Como se agradece a alguém por existir? Existir é uma escolha dolorosa. Existir é encontrar um propósito às 5h da manhã para levantar da cama. Existir é sentir vontade de gritar mas não encontrar a voz na garganta para fazê-lo. Existir é desistir de desistir mesmo quando a dor torna-se insuportável. Existir requer de mim mesmo um pedido de desculpas diário por continuar me submetendo ao incessante atormentar.

Mas as palavras permaneciam ali, manuscritas no papel timbrado: obrigada por existir. Difícil não reparar nele agora que as lágrimas envolvem as palavras e borram a tinta esferográfica. Por hoje, não tenho mais palavras. Estou ficando velho e constatando que há muito a aprender. 

...

Aos professores que estiverem lendo, fica aqui o meu merecido obrigado por existir

...

Acompanhando a mensagem, havia uma camisa preta com adoráveis adornos em branco. Não é slim fit, porém, então não vou exibir meu abdômen a vocês hoje. Fica para a próxima. 

Tags: pura 

 

Comments

There are currently no comments

New Comment