Blog

Blog

GNOME Shell Extensions #3: Stocks Extension (review)

Se você chegou até aqui, sabe que rWindows é um completo lixo, mas e daí? Vamos falar de coisa boa: dinheiro!

Todas as dicas dadas aqui são grátis e óbvias: Nath Finanças ficaria orgulhosa!

Descobri a extensão de hoje enquanto buscava um projeto open-source para trabalhar nos finais de semana (sim, sou workaholic). Eu sei que poderia simplesmente escrever algo parecido, mas não vejo mais razão: a Stocks Extension dá conta do recado e com sobras.

read more

Monday Cancel Culture (episode XXXIV)

2020 passou mais devagar que o Ramal Deodoro da Supervia. Parece que foi há vinte anos que "cultura do cancelamento" foi escolhida como a "palavra do ano", mas na verdade foi só em 2019. Não tem dia melhor para cancelar que segunda-feira, então aperta os cintos e sobe a tag porque #segundou

read more

Slowpoke Review #6.1: Naruto (1st Season, 2002-2003)

OBS: o texto abaixo contém spoilers.

2020 foi um ano tão nostálgico e ao mesmo tempo cheio de surpresas: quem diria que veríamos Felipe Neto cancelado novamente, como nos velhos tempos de 2010? Decidi relembrar minha adolescência e dar uma nova chance ao desenho anime mais amado e odiado de todos os tempos! Ikuzo!

read more
Tags: anime   art   japan   review   slowpoke review  

How To Free Space on Android After All Obvious Tutorials Failing

Meu celular parou de funcionar em outubro e, como o objetivo era usá-ló só para as funções mais básicas (quase não o uso, já que passo o dia em frente ao desktop), troquei pelo mais barato que encontrei.

read more

Human Beings Are Just Regular Machines, and Among the Easiest to Hack

A inspiração deste blog nasceu de uma conversa com alguns amigos, onde um deles argumentou que "engenharia social não é hack" (sic). Há muitos erros lógicos e éticos nessa afirmação e não é meu objetivo esmiuçá-los por aqui. Eu precisaria de um livro inteiro para isso. É sabido e repetido à exaustão que toda técnica é, por definição, uma construção social. A engenharia, que é um ramo específico da ciência que busca desenvolver técnicas (ou "utilidades", se preferir; não gosto da utilização desta palavra neste contexto, porém) para descobertas científicas de forma sistemática, é ainda mais social que a ciência em si, pois tem seu início, meio e fim numa preocupação inerentemente social. Uma citação do Dr. Robert Stadler, reitor do Departamento de Física do Instituto Nacional da Ciência na ficção distópica de "A Revolta de Atlas" ("Atlas Shrugged", publicada em 1957 pela escritora Ayn Rand), costuma me vir à mente:

read more